quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Tensão no Quartéis

Saiu no Blog do Magno

Tensão nos quartéis

Os comandos das polícias Militar e Civil, os chefes de regionais, delegados, enfim, todo o aparato repressor do Estado vem sofrendo nos últimos dias do ano uma carga de pressão nunca vista: a ordem do Governo, para ser cumprida a qualquer custo,  é reduzir a taxa de homicídios.

2011 não pode fechar mais violento do que 2010 sob o risco de a popularidade do governador Eduardo Campos ser afetada. A tensão se dá por uma razão muito simples: para o Estado não aparecer na mídia com índice crescente na taxa de homicídios até sábado, último dia do ano, só podem ser contabilizados 39 mortos.

Se passar disso, Pernambuco aparecerá nas manchetes como Estado em que a violência aumentou. E qual a consequência?  Entra em descrédito o Pacto pela Vida, a menina dos olhos midiáticos do governador. Ontem, ocasionalmente, presenciei cenas de coronéis sofrendo verdadeiras torturas psicológicas.

“Dêem tudo de si! Não podemos fechar 2011 em ordem crescente”, traduziu um desses coronéis a ordem recebida de um superior. Segundo levantamento oficial, a média de homicídios no Estado é de oito ocorrências/dia. Mas o Governo não está levando sorte. Há quatro dias, houve uma chacina na Macaxeira, tombando sem vida quatro pessoas.

Mesmo se não houver mais nenhuma chacina, mantida a média histórica de oito crimes/dia, dificilmente Pernambuco fechará o ano com menos homicídios do que o mesmo período anterior.

Fonte: http://www.blogdomagno.com.br/index.php?cod_pagina=88602

COMENTÁRIO:

O governador proibiu as férias dos policiais em dezembro pra reduzir a violência, mas entrou de férias e partiu para a Europa, grande exemplo: FAÇA O QUE EU DIGO, NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

BLOG DA BRIOSA/PMPE: PROPOSTA DE REAJUSTE DA PMPE E CBMPE: CONQUISTAS I...

BLOG DA BRIOSA/PMPE: PROPOSTA DE REAJUSTE DA PMPE E CBMPE: CONQUISTAS I...:

Quinta-feira, 19 de maio de 2011
PROPOSTA DE REAJUSTE DA PMPE E CBMPE: CONQUISTAS IMPORTANTES

Projeto já foi encaminhado ao Secretário da SDS

O comandante geral encaminhou nesta quinta-feira (12) ao secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, proposta em que prevê um cronograma de promoções para Praças, o qual permite ao soldado com seis ou mais anos de serviço já ser promovido a cabo e, possibilita ao cabo com 10 anos de serviço, ser promovido a sargento.

Caso a proposta seja acatada pelo Governo, quase todos os que hoje são soldados serão promovidos a cabos e, logo em seguida, a sargentos - os que tiverem mais de 10 anos de serviço - alcançando rapidamente um nível salarial bem mais elevado do que o seu nível atual.

Basta para isso preencher alguns requisitos básicos, principalmente quanto ao comportamento, situação física e mental, bem como participar do curso específico, que será feito quase todo pela Internet, sem necessitar que o policial militar migre da sua região de origem.

“Essa será uma das nossas maiores vitórias, pois permitirá que o soldado chegue a major na ativa, com três anos ainda de serviço a prestar na corporação e se aposentar como tenente-coronel do Quadro de Administração”, informou o coronel Antônio Tavares Lira.

Ele ainda enfatiza ser mais uma vitória que só se conquista em definitivo quando for serenado os ânimos e mantida a normalidade institucional. “Nenhum governador iria querer aprovar esse tipo de assunto para um tropa que não estivesse em um clima de ordem e tranquilidade. Espero que cada um possa fazer a sua parte, nessa grande construção de melhores dias para os nossa querida Corporação. Avante companheiros! Mantendo nossa disciplina, humildade, respeito às autoridades constituídas e nosso trabalho em prol da Sociedade Pernambucana. Felicitações a todos”, acrescentou o comandante geral.
Veja como ficarão os interstícios de acesso (após aprovação):

PM COM 6 ANOS DE SERVIÇO – PROMOÇÃO A CABO;
COM MAIS 4 ANOS (10 ANOS DE SEVIÇO) - PROMOÇÃO A 3º SARGENTO;
COM MAIS 2 ANOS (12 ANOS DE SERVIÇO) - PROMOÇÃO A 2º SARGENTO;
COM MAIS 2 ANOS (14 ANOS DE SERVIÇO) - PROMOÇÃO A 1º SARGENTO;
COM MAIS 2 ANOS (16 ANOS DE SERVIÇO) - PROMOÇÃO A SUBTENENTE;
COM MAIS 2 ANOS (18 ANOS DE SERVIÇO) - PROMOÇÃO A 2º TEN QOA;
COM MAIS 3 ANOS (21 ANOS DE SERVIÇO) - PROMOÇÃO A 1º TEN QOA;
COM MAIS 3 ANOS (24 ANOS DE SERVIÇO) - CAP QOA; PASSAR NA ATIVA E IR MAIS 3 ANOS (27ANOS DE SERVIÇO) -  MAJ QOA (TENDO MAIS 3 ANOS PARA PASSAR NA ATIVA E PODER  IR PARA A RESERVA REMUNERADA COMO TENENTE-CORONEL DO QUADRO DE ADMINISTRAÇÃO.

A diferença de percentuais foi a forma que o governo encontrou para dar uma melhor arrumação e proporcionalidade nos níveis do escalonamento vertical.
Postado por Blog da Briosa/PMPE às 23:10


Até agora nada... Estamosde olho!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

MUDANÇA NO DIA DA ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL PM/CBM -26-08


MUDANÇA NO DIA DA ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL PM/CBM -26-08

MUDARAM O DIA DO SOLDADO? MUDA TAMBÉM O DIA DA ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL PM/CBM!

Considerando que a PMPE, estranhamente, transferiu para o dia 26 de agosto (SEXTA-FEIRA) a comemoração do Dia do Soldado, as Associações Unidas informam à tropa que a ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL PM/CBM, também muda para o dia 26.

Confira: Nova DATA: 26.ago.2011 (sexta-feira) – novo Dia do Soldado

HORA: 14 horas LOCAL: Praça Memorial de Medicina (ao lado do QCG/Derby) PAUTA DA ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL

Policiais militares ingressarão na Justiça para entrar em greve

Policiais militares ingressarão na Justiça para entrar em greve

24/08/2011 - 08h21
Da Redação

A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros entra hoje com pedido, na Justiça Militar, para paralisar as atividades por 72 horas, caso o governo não apresente a proposta de vincular os salários dos praças ao dos coronéis já no ano que vem. Por lei, a categoria não tem direito à greve. Porém, tenta de todas as formas pressionar o governo para avançar nas negociações. Com a vinculação, eles passam a ter aumento de salário paralelamente aos oficiais, que estão vinculados ao governador.

Inicialmente, o Estado propôs fazer a mudança somente em 2014. Mas ontem, presidentes de associações de militares foram informados que o governo encaminharia mensagem atendendo a reivindicação dos praças para a Assembleia Legislativa até hoje.

O presidente da Associação, cabo Gervaldo de Pinho, disse que a entidade vai aguardar o prazo solicitado, mas caso a promessa não seja cumprida, o pedido de aquartelamento será protocolado. O vice-presidente cabo Jeovaldo Rosa Magalhães alegou que a autorização da Justiça evitaria sanções aos militares, que podem resultar até mesmo na exoneração, como já ocorreu no Estado.

Em 2008 e 2009, pelo menos 14 policiais foram expulsos da corporação por participarem de um movimento por reajuste salarial em 2007. Eles foram acusados de murchar os pneus das viaturas e promover o aquartelamento (impedir a saída) dos policiais no batalhão.

Fonte: http://www.odocumento.com.br/materia.php?id=370904

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Gato Cobaia - Assembléia Geral 26-08-2011

Gato Cobaia convoca tropa para Assembléia Geral da insatisfação em 26-08-2011: (Editado)

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Capitão Assis Perseguido e Ameaçado

Capitão Assis, presidente da AME - Associação do Militares de Pernambuco, denuncia perseguição, inclusive ameaças de morte, e convoca tropa para a ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL:

VÍDEO SOBRE PROMESSAS DE EDUARDO CAMPOS VIOLÊNCIA

Recebi por e-mail este vídeo, quem será o autor?

Arquivo bruto:

(EDUARDO CAMPOS VIOLÊNCIA. Direitos reservados tiraondanet.com.wmv)

"Date: Fri, 5 Aug 2011 12:54:42 -0300
Subject: Violência de Eduardo Campos Pânico na TV.
From: capxxxx@gmail.com
To:

Tirem suas próprias conclusões!!!!!!!!!!!!!"

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL


ASSEMBLEIA GERAL PM/CBM

PAUTA: Novos rumos ao Movimento Salarial

DATA: 25.ago.2011 (quinta-feira) - Dia do Soldado

HORA: 15 horas

LOCAL: Praça Memorial de Medicina (ao lado do QCG/Derby)

Associações Unidas: AME – ASSPE – UMB – FORÇA ÚNICA

(União e lealdade, construindo uma nova realidade)

PAUTA DA ASSEMBLEIA DA INSATISFAÇÃO GERAL

1) Analisar contracheques de junho e julho/2011 (ganhos e perdas);

2) Discutir possibilidade de Ação Jurídica para reaver quinquênios;

3) Apresentar Relatório do Movimento Salarial Biênio 2010-2011;

4) Deliberar sobre alterações de valores e de carga horária do PJES;

5) Deliberar 100% de apoio à Operação DIGA NÃO AO PJES;

6) Cobrar o cumprimento de promessas de promoções em massa;

7) Ampliar, calmamente e sem alardes, a GREVE BRANCA (OPERAÇÃO TARTARUGA), já instalada em algumas OME, para perdurar por tempo
indeterminado, até recebermos tratamento igualitário à Polícia Civil;

8) Lançar campanha para expor à sociedade: condições de trabalho, riscos, produção das duas polícias e reconhecimento patronal;

9) Aprovar e lançar a Operação “SEM ISONOMIA, SEM PACTO”.

10) Fórum Permanente dos Militares Estaduais -Plano de Cargos e Salário

Associações Unidas: AME – ASSPE – UMB - FORÇA ÚNICA

(União e lealdade, construindo uma nova realidade)

Faça do limão uma limonada

Pois é amigos, tem muita gente reclamando do expediente dos militares do estado, que agora são 08 horas diárias, por iniciativa do governo democrático de Pernambuco, que equiparou nossa jornada de trabalho com a polícia civil, (no papel), pois sempre trabalhamos horas extras a mais, inclusive à noite, aos domingos e feriados, prontidões, sobre-avisos, operações no sertão (reflorestar, tarântula, paz nas estradas etc.) e tantas outras escalas extras que o efetivo administrativo (PCS - Pelotão e Comando e Serviços), sempre foi sugado e explorado sem retorno financeiro...

O fato é que agora temos, finalmente, uma carga horária definida em lei, então vamos fazer valer nossos direitos, traduzindo: NÃO TRABALHE A MAIS DO QUE VOCÊ RECEBE. SE FOR ESCALADO ALÉM DA JORNADA DE 44 HORAS SEMANAIS, GUARDE AS CÓPIAS DAS ESCALAS, EXIJA CERTIDÃO DAS HORAS TRABALHADAS A MAIS ETC.

Vamos dar dois exemplos básicos:

1 - O militar foi escalado para a operação reflorestar, e tem direito a diárias de alimentação e pousada, por estar fora da sua sede, chegando no sertão querem escalar o militar em turnos muito além da jornada de trabalho legal, e ainda alegam que "quem está ganhando diária tem que ralar mesmo". Então exija escala adequada, se lhe escalarem acima do previsto, peça por escrito e guarde as cópias das escalas;

2 - Os Bombeiros ou PMs pegam uma ocorrência que teve que extrapolar a jornada ou escala de serviço, seja levando vítimas ao pronto socorro, ou durante um flagrante nas delegacias etc. Fiquem tranquilos, terminem a ocorrência e solicitem do delegado, escrivão, médico ou quem lhe atender no processo, uma declaração ou certidão da hora que deixaram o local, comuniquem tudo por escrito ao seu superior, para registro e obtenção dos seus direitos no futuro.

Qualquer dúvida procurem nossa entidade, que lhe ajudaremos em todas as situações.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Homicídios em alta outra vez em Pernambuco

Saiu no JC de hoje 03 de agosto de 2011

Comentário: Será que isso não é fruto do "aumento rabo de cavalo" que os praças tiveram?








Homicídios em alta outra vez

CRIMINALIDADE Balanço da violência mostrou que em julho foram registrados 293 assassinatos, 22 a mais que o mesmo período de 2010

Eduardo Machado
eduardomaxado@gmail.com

O balanço da violência no mês de julho mostrou que a meta de redução de homicídios do Pacto pela Vida está cada vez mais comprometida em 2011. O Estado teve no mês passado 293 assassinatos. Vinte e dois a mais do que julho de 2010. No acumulado dos sete primeiros meses, o aumento é de 32 casos, comparando com o mesmo período anterior.

Além de trazer de volta um problema que parecia equalizado, o recrudescimento da violência pode se tornar um fator político negativo para o governador Eduardo Campos que vinha apresentando o Pacto pela Vida como cartão de visitas de sua administração.

Em nenhum mês de 2011, o governo do Estado conseguiu atingir a meta de redução de 12% na taxa de homicídios. Pior, em março, abril e julho, houve aumento da violência. Nos outros quatro meses, a queda foi bem mais tímida do que o projetado. O resultado é que nos cinco meses restantes, o desafio se torna ainda maior para reverter esse quadro.

O primeiro fim de semana de julho foi exatamente o mais violento do mês. Em dois dias, 33 pessoas foram assassinadas em Pernambuco. As áreas integradas que apresentaram maiores altas foram Caruaru (Agreste), Ouricuri (Sertão), Paulista (Região Metropolitana do Recife) e Espinheiro/Campo Grande (Zona Norte da capital).

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Defesa Social, das 26 áreas integradas em que Pernambuco foi dividido, apenas 11 tiveram redução de homicídios em julho. Os meses de maio, junho e julho ficaram abaixo do limite de 300 assassinatos, mas mesmo assim o resultado final foi de elevação da criminalidade.

O Pacto pela Vida foi lançado em maio de 2007. Somente a partir de 2009, a meta de redução de homicídios foi atingida. Em 2010, a queda chegou a 14%. A tendência de baixa nos índices permaneceu por 27 meses seguidos até março passado, quando a sequência foi quebrada.

SDS vai priorizar a prisão de assassinos

Depois de anunciar há três meses, uma série de medidas para tentar frear o aumento da violência, o governo do Estado agora lança uma nova ofensiva para que os números de homicídios voltem a cair. Uma lista com 750 acusados de assassinato é a prioridade absoluta para as equipes de capturas de todo o Estado.
“São criminosos que cometeram mais de um homicídio e que por alguma razão estão em liberdade. Existe um número muito grande de mandados de prisão, por vários tipos de delito, a cumprir. Selecionamos aqueles dos acusados de serem assassinos contumazes como prioridade”, alertou o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio.

O cadastro dos mais procurados é dividido da seguinte forma: 600 assassinos que têm mandado de prisão, 100 acusados que a Justiça ainda não havia expedido mandado, mas que tiveram a ordem solicitada pela polícia e 50 detentos do regime semiaberto que não estavam obedecendo as regras de pernoite na cadeia ou de comparecimento ao emprego.

A aposta é que a prisão dos homicidas contumazes tenha um efeito pedagógico nas comunidades em que eles vivem. Com menos impunidade, a tendência seria frear a prática de novos assassinatos.

“Já iniciamos as operações de prisão dentro desse foco. Ainda não temos o número fechado do mês de julho, mas em junho, foram 531 mandados cumpridos em todo o Estado”, enfatizou Damázio.

EFETIVO

O secretário de Defesa Social revelou ainda que no mês passado, a Polícia Militar teve um ganho de 500 homens com a realização de remanejamentos de cargo. Duzentos que estavam em atividades burocráticas e 300 lotados em unidades especializadas foram deslocados para os batalhões de área com o objetivo de reforçar o policiamento ostensivo.

ENTREVISTA - WILSON DAMÁZIO

“Está difícil atingir meta”

Os números de julho contrariaram a expectativa do governo do Estado de que o segundo semestre seria menos violento em Pernambuco. Para o secretário Wilson Damázio, alcançar a meta de redução tem sido uma tarefa complicada. “Está difícil.”
JC – O senhor acredita que a meta de redução de 12% será atingida em 2011?
WILSON DAMÁZIO – Nós vamos trabalhar para isso, mas está difícil. Vamos trabalhar duro, mas é difícil, não resta a menor dúvida. Podemos alcançar 7, 8, 9 e, em 2012, avançar mais. O importante é que a curva descendente da violência seja mantida.

JC – O senhor acha que a meta de redução deve ser revista?

WILSON DAMÁZIO – Não é preciso rever a meta. Estamos tendo dificuldades em áreas localizadas. Sabemos quais são e vamos agir nesses locais.

JC – O que deu errado?

WILSON DAMÁZIO – Primeiramente, tivemos uma queda muito acentuada em 2010, o que aumentou nosso desafio para 2011. As regras do jogo também mudaram. Tivemos uma grande liberação de criminosos que estavam presos, devido a uma determinação do Conselho Nacional de Justiça. Tudo absolutamente dentro da lei, mas acabou repercutindo dessa maneira aqui em Pernambuco.

JC – O que o governo está fazendo para reverter esse quadro?

WILSON DAMÁZIO – Vamos priorizar a prisão de um perfil de criminoso. Continuaremos combatendo todo tipo de delito, mas nosso foco será identificar os homicidas contumazes. Com essa iniciativa, certamente vamos ter um recuo significativo nos números atuais.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Retroceder nunca, render-se jamais...


Pois é amigos, após férias forçadas estamos de volta pegando carona no título de um dos filmes do Jean Claude Van Damme, Retroceder Nunca, Render-se Jamais (1986), (No Retreat, No Surrender). Traduzindo nossa luta em defesa da categoria.

Não importa os IPMs, sindicâncias e conselhos de justificação a que eu venha a ser submetido, enquanto no exercício da presidência da AME. NÃO ME CALAREI DIANTE DAS INJUSTIÇAS PRATICADOS CONTRA NOSSOS COMPANHEIROS.

Faremos valer nosso lema da voz que não se cala, nem se vende.

Falar nisso, já conferiram os vossos contracheques de julho? O que acharam? quem perdeu quinquênios separe os três últimos contracheques para ajuizarmos ação adequada...

terça-feira, 28 de junho de 2011

Mensagem de força para todos amigos e associados


Não é digno de saborear o mel, aquele que se afasta da colmeia por medo das picadas das abelhas...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A REVOLTA DA CHIBATA E OS BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO




Abaixo publico texto que recebi de um companheiro do BPCHOQUE

A REVOLTA DA CHIBATA E OS BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO

No ano de 1910, ocorreu uma rebelião militar na Marinha do Brasil, mais conhecida como a Revolta da Chibata, porque até aquele ano o Brasil era tão atrasado que ainda CHICOTEAVA COMO ESCRAVO OS HOMENS LIVRES. O corpo militar contava com diferentes castigos físicos sob os membros inferiores, como cabos, soldados e sargentos, onde ocorria tanto na força do Exército quanto na Marinha.

Na Marinha qualquer desvio de conduta ocasionava em castigos com açoitamentos. Após a condenação do Marinheiro Marcelinho Meneses a 250 chibatas, em 1910, onde os demais marinheiros tiveram que “obrigatoriamente” assistir ao castigo, os mesmo se revoltaram. No dia 22 de novembro de 1910, os marinheiros se rebelaram e tomar posse do navio Minas Gerais, com isso, outros três navios aderiram ao movimento, sendo eles: São Paulo, Bahia e Deodoro.

Como líder, este movimento teve João Cândido, onde o comandante do navio de Minas Gerais juntamente com outros oficiais foram mortos e o conflito tomou outras dimensões, isto é, de luta armada que ocasionou também mortes do lado dos marinheiros. As reivindicações dos marinheiros eram apenas duas: “o fim dos castigos corporais e a melhoria na alimentação”, e assim solicitando suas reivindicações, João Candido enviou através do rádio uma mensagem ao Palácio do Catete (Rio de Janeiro que coincidência), dizendo que caso não fossem aceitas as mudanças exigidas pelos marinheiros, haveria um bombardeamento contra a cidade.

Os navios estavam ancorados na Baía de Guanabara, estando apontados diretamente para o centro da cidade, onde fez com que o presidente Hermes da Fonseca ficasse sem saída. Entretanto, com a iniciativa do senador Rui Barbosa, foi aprovado às reivindicações propostas pelos marinheiros e ainda nenhum deles seria preso. Assim, os marinheiros revoltosos se entregaram a autoridade, e os castigos corporais foram definitivamente encerrados, porém os líderes do movimento foram presos, inclusive João Candido. Com a precária condição da prisão muitos desses líderes presos morreram em cárcere, sendo que João Candido sobreviveu e foi absolvido pelo julgamento ocorrido em 1912. Desta forma, ficou conhecido como Almirante Negro que faleceu em 1969.

Meus amigos, passados 101 anos, pouca coisa mudou na cabeça dos mandatários políticos, hoje o tratamento dispensados aos militares em particular os policiais e bombeiros é outro. Hoje já não somos mais açoitados, somos humilhados miseravelmente, com um salário de fome, não temos fundo de garantia, não temos indenização, não temos horas extras, não temos plano de saúde, nem em ônibus podemos ir sentados. Eu não conheço nenhum profissional dentro do Brasil ou fora dele, que em seu juramente ele diga: “Com o risco da própria vida”, essa frase cai como uma luva aos policiais e bombeiros senão vejamos: Que classe trabalhadora vai de encontro a morte combatendo a bandidagem nas noite?, que classe trabalhadora muitas vezes recolhe cadáveres em estado de decomposição?, que classe trabalhadora entra em um estabelecimento prisional em rebelião?, que classe trabalhadora enfrenta os Sem Terras armados com foice, enchadas, facas?, em meus 26 anos de policial vi muitos amigos perderem suas vidas pelas balas de vagabundos protegidos pelos Direitos Humanos, Advogados de Porta de Cadeia, Leis Defasadas, vi suas esposas, filhos, pais, amigos, chorarem na hora do sepultamento, e os colegas policiais externarem todo o seu ódio e tristeza atirando para cima. Chorei muitas vezes a cada enterro com uma dor no peito, querendo fazer justiça com as próprias mãos.

Vendo a atitude de um certo Governador que desprovido de sensibilidade, caráter, capacidade administrativa. Manda policiais agredir os Bombeiros Cariocas e tive nojo. Os Bombeiros queriam apenas aumento de salário, era tudo o que eles queriam. Eles não queriam colocar dinheiro nas meias, nas cuecas, não lutavam para ter dinheiro nos paraísos fiscais, eles não queriam um mensalão, eles não queriam aumentar “escrotamente” os lucros das empresas “fantasma” 20 milhões em 4 anos, ou mesmo eles não lutavam para sair em passeatas LGBT com as viaturas, eles não pediam liberação para a maconha (como tá querendo um certo ex-presidente). Queriam apenas melhorar o salário e poder fazer uma feira digna e levar para seus filhos um pedaço de queijo, iogurte, frutas.

EU ME PERGUNTO, MUDOU ALGO EM 101 ANOS??? O GOVERNO DO RIO DE JANEIRO MUDOU A CHIBATA, POR BALAS, CASSETETE, PRISÕES, E O TRABALHADOR E CHAMADO DE VANDALOS.

PRA MIM O VERDADEIRO VANDALO ESTAR DENTRO DO PALACIO DA GUANABARA. E EM TANTOS OUTROS PALÁCIOS DENTRO DESSE BRASIL.

QUE A REVOLTA DA CHIBATA NÃO SEJA ESQUECIDA E SE REPITA !!!

Assina: Policiais e Bombeiros do Brasil.

terça-feira, 7 de junho de 2011

BLOG DA SEGURANÇA DE PERNAMBUCO: PMs FOGEM DO PJES (SERVIÇO EXTRA E VOLUNTÁRIO) E G...

BLOG DA SEGURANÇA DE PERNAMBUCO: PMs FOGEM DO PJES (SERVIÇO EXTRA E VOLUNTÁRIO) E G...: "Depois da evasão dos PMs do P.O.G.V.(policiamento ostensivo geral voluntário) o governo ou o alto escalão da PMPE resolveu pagar duas cotas ..."

Campanha: Diga Não ao PJES


Amigos todos estão falando: Chegou a Hora, recebemos vários e-mails que tratam sobre isso, onde todos falam da importância de boicotarmos o PJES (POGV), exigirmos respeito e mostramos nossa indignação sobre valores do nosso salário.

Vocês sabiam que todos os peritos criminais e legistas recebem o PJES (POGV), sem ter que tirar horas extra? que alguns delegados recebem 02 (dois) PJES no mesmo mês? Que podem acumular o PJES com a gratificação de titular das delegacias (igual às gratificações de comando - GEC)?

Pois é amigos estamos sendo tratados feito lixo e temos que nos impor, convocamos todos a não se inscreverem no PJES (POGV), vamos boicotar agora em julho e agosto, vamos juntos mostrar nossa força! Corramos pra cima.

Abaixo o PJES!


sábado, 4 de junho de 2011

Nossa luta continuará Em resposta às agressões do Governo de Pernambuco

Imagem

Prezados amigos e associados, o governo que nos calar de todas a formas, plantam mentiras, nos indiciam em crime de insubordinação, o Comandante Geral sugere que sejamos submetidos à Conselho de Justificação, não autorizaram minha férias, licença especial, nos colocaram em outro horário de expediente 13hs às 18hs, fora da sede do nosso 13° BPM, cortaram código de descontos das entidades, transferiram oficiais que tiveram a nobreza de mostra a indignação com situação salarial, estão abrindo processos de investigação pela corregedoria para apurar quais foram os oficiais que faltaram às aulas do CAO (Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais), par de forma democrática ir à Assembleia Legislativa de Pernambuco, casa do povo, externar a insatisfação, em fim uma série de "PIXOTADAS" de um governo dito democrático e no mínimo muito mal assessorado.

O fato é que estamos aqui afirmando que não nos renderemos à essas pressões, tudo isso vai passar e vamos continuar mobilizados e sensibilizando a tropa e a opinião pública sobre nossa situação, por isso estamos intensificando nossas ações nesse período de festejos juninos e de "comemoração" do aniversário da PMPE, se bem que não temos muito o que comemorar, mas vamos continuar protestando, criticando cobrando e sugerindo melhorias para nossa categoria, que é o mister da nossa entidade:

NÃO NOS CALAREMOS.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Último adeus ao Soldado Douglas




Estamos mais uma vez alertando e faz tempo que fazem ouvido de mercador, vamos responsabilizar quem tiver escalando os PMs sem habilitação adequada.


video

Mais um PM sem habilitação para dirigir veículos de emergência tomba sem vida







Mais um PM (DOUGLAS MARIVEL DA SILVA JUNIOR) sem habilitação para dirigir veículos de emergência tomba sem vida com moto da PMPE, até quando vamos tolerar isso e quem vai pagar por isso?

Art. 145. Para habilitar-se nas categorias D e E ou para conduzir veículo de transporte coletivo de passageiros, de escolares, de emergência ou de produto perigoso, o candidato deverá preencher os seguintes requisitos:

I - ser maior de vinte e um anos;

II - estar habilitado:

a) no mínimo há dois anos na categoria B, ou no mínimo há um ano na categoria C, quando pretender habilitar-se na categoria D; e

b) no mínimo há um ano na categoria C, quando pretender habilitar-se na categoria E;

III - não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos doze meses;

IV - ser aprovado em curso especializado e em curso de treinamento de prática veicular em situação de risco, nos termos da normatização do CONTRAN.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

O QUE A NOTA DO COMANDO GERAL NÃO MOSTRA, A ASS-PE EXPLICA COM DETALHES.

Parece repetitivo, mas não é. Muitos Companheiros Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco AINDA NÃO NOTARAM AS PERDAS COM ESTA PROPOSTA DO GOVERNO. Vou tentar esclarecer o por que AS ENTIDADAES NÃO CONCORDAM com esta política salarial. Passamos a expor:


ESCALONAMENTO VERTICAL O QUE É?

É um percentual que cada Militar recebe como soldo, baseado no soldo do Coronel.

O SOLDO dos Militares de Pernambuco tem como base, para determinar o soldo dos demais Militares, o Soldo do Coronel. Isto é o escalonamento vertical. A lei ATUAL assim determina. Por iniciativa do governo, na Assembléia Legislativa, Esta lei foi modificada E NOVOS PERCENTUAIS SERÃO APLICADOS a partir de JULHO DE 2011 A JUNHO DE 2014. Veja como é o escalonamento nos dias atuais e como ficará.

QUEBRA DO ESCALONAMENTO VERTICAL.

PERCENTUAIS ANTES E DEPOIS DA MUDANÇA:

ANTES E AGORA (2011).

Coronel - 100% Coronel - 100%

Tenente-coronel de 92,56% para 84,59%

Major de 81,69% para 68,60%

Capitão de 69,54% para 57,25%

1º Tenente de 57,33% para 50,03%

2º Tenente de 52,07% para 44,87%

Subtenente de 44,01% para 39,44%

1º Sargento de 40,41% para 34,04%

2º Sargento de 35,98% para 29,40%

3º Sargento de 34,11% para 25,27%

Cabo de 22,26% para 21,66%

Soldado de 21,86% para 19,48%


QUANTO CADA UM PERDE COM A QUEBRA DO ESCALONAMENTO VERTICAL? (Exceto os Coronéis).

CORONEL: Recebe 100% do soldo. Com a mudança na lei continuará recebendo 100%. Diferença em R$ 0,00, ou seja, NÃO PERDE NADA.

TENENTE-CORONEL: Atualmente recebe 92,56% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 84,59%, MENOS 7,97%. PERDA de R$ 695,38

MAJOR: Atualmente recebe 81,69% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 68,60%, MENOS 13,09%. PERDA de R$ 1.142,10.

CAPITÃO: Atualmente recebe 69,54% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 57,25%. MENOS 12,29%. PERDA de R$ 1.072,31.

1º TENENTE: Atualmente recebe 57,33% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 50,03%. MENOS 7,30%. PERDA de R$ 636,93.

2º TENENTE: Atualmente recebe 52,07% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 44,87%. MENOS 7,20%. PERDA de R$ 628,20.

SUBTENENTE: Atualmente recebe 44,11% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 39,44%. MENOS 4,91%. PERDA de R$ 428,40.

1º SARGENTO: Atualmente recebe 40,41% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 34,04%. MENOS 6,37%. PERDA de R$ 555,78.

2º SARGENTO: Atualmente recebe 35,98% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 29,40%. MENOS 6,58%. PERDA de R$ 574,10.

3º SARGENTO: Atualmente recebe 34,11% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 25,27%. MENOS 8,84%. PERDA de R$ 771,30.

CABO: Atualmente recebe 22,26% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 21,66%. MENOS 0,60%. PERDA de R$ 52,35.

SOLDADO: Atualmente recebe 21,86% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 19,48%. MENOS 2,38%. PERDA de R$ 207,65.

Esses valores são correspondentes a 2011. Para 2014 a soma das perdas aumenta ainda mais.


VEJA SE ASSIM FICA MAIS CLARO:

SE O ESCALONAMENTO NÃO FOSSE QUEBRADO VEJA COMO SERIA O SEU SOLDO.

CORONEL: R$ 8.725,00 (Base para os demais soldos). NÃO PERDEU!!

TENENTE-CORONEL: R$ 8.075,86 E NÃO R$ 7.380,48 (Perda R$ 695,38 )

MAJOR: R$ 7.127,45 E NÃO R$ 5.985,00;( Perda R$ 1.142,10)

CAPITÃO: R$ 6.067,36 E NÃO R$ 4.995,00; (Perda R$ 1.072,31)

1º TENENTE: R$ 5.002,04 E NÃO R$ 4.365,00; (Perda R$ 636,93)

2º TENENTE: R$ 4.543,10 E NÃO R$ 3.915,00; (Perda R$ 628,20)

SUBTENENTE: R$ 3.848,59 E NÃO R$ 3.420,00; (Perda R$ 428,40)

1º SARGENTO: R$ 3.525,77 E NÃO R$ 2.970,00; (Perda R$ 555,78)

2º SARGENTO: R$ 3.139,25 E NÃO R$ 2.565,00; (Perda R$ 574,10)

3º SARGENTO: R$ 2.976,09 E NÃO R$ 2.205,00; (Perda R$ 771,30)

CABO: R$ 1.942,18 E NÃO R$ 1.890,00; (Perda R$ 52,35)

SOLDADO: R$ 1.907,28 E NÃO R$ 1.700,00. (Perda R$ 207,65).


GRATIFICAÇÃO DO RISCO DE VIDA EM 2014.

Com o que perdemos com a quebra do escalonamento vertical, a gratificação de risco de vida saiu do próprio soldo, ou seja, quem estará pagando a gratificação de risco de vida seremos nós mesmos. Veja este exemplo:

Em 2014 o Soldado terá a gratificação de risco de vida de R$ 500,00. (veja tabela nas postagens abaixo e compare). O soldo do Coronel será, em 2014, R$13.160,95. SE O ESCALONAMENTO VERTICAL fosse mantido o soldo do Soldado seria R$ 2.876,98. Com a quebra do escalonamento, o soldo ficou em R$ 2.319,88. Uma diferença de R$ 557,10 para menos. O risco de vida será de R$ 500,00, ou seja, será pago com o que tirado do próprio soldo. Os demais Postos e Graduações a matemática é a mesma.


PERDA DA PROMOÇÃO NA RESERVA.

Quando o Coronel José Lopes era o Comandante geral, este assunto foi bastante discutido e REJEITADO pelas associações. Entendemos que a promoção na passagem para a inatividade é um direito nosso e não tinha sentido colocar em discussão.

COM A MUDANÇA DA LEI EGORA EM 2011.

Não acabaram com a promoção, mas anularam os seus efeitos. Veja este exemplo:

Em 2014, ao passar para a inatividade o Militar só terá direito ao SOLDO. Observe que o soldo mais a gratificação do risco de vida do Posto ou graduação inferior É JUSTAMENTE O VALOR DO SOLDO imediatamente superior. Vejamos:

Partindo do ponto de vista que todos os Soldados serão Cabos na ativa, serão Sargentos na reserva (em tese). Em 2014 o soldo do Cabo será de R$ 2.819,88 mais a gratificação do risco de R$ 548,92, totalizando R$ 3.368,80 (CABO DA ATIVA -VALORES BRUTO SEM DESCONTOS). O Soldo do Terceiro SARGENTO NA RESERVA será de R$ 3.368,80.


PEGADINHA SEM GRAÇA.

Entendeu agora? O SOLDO do TERCEIRO SARGENTO NA RESERVA será exatamente OS VENCIMENTOS do Cabo na ativa. Promove, mas não tem repercussão financeira nenhuma. Vai para a reserva com o que ganhava na ativa, mas é o mesmo que acabar com a promoção ou eliminar os seus efeitos. É apenas “colar” estrela ou divisas e não modificar a situação financeira. Do Tenente-coronel ao Soldado a situação é idêntica.




ISSO DO TENENTE-CORONEL AO SOLDADO.


DESTAQUE:

Os únicos que levam realmente a gratificação do Risco de vida são os Coronéis como verba compansatória. Enquanto os demais ficam apenas com o Soldo, os Coronéis levam para a reserva o soldo mais a gratificação do risco de vida.

MAIS PERDAS:

Aos mais antigos, além de perderem de fato a promoção, ainda perdem os quinquênios (gratificação por tempo de serviço). Para se ter uma idéia, tomando como base o soldo do Terceiro Sargento, na média de dois quinquênios, a perda é a seguinte:

Soldo R$ 3.368,80 (ATENÇÃO: em 2014). Dois quinquênios R$ 336,88 (o governo cortou). Isso significa que dos R$ 3.368,80, R$ 336,88 saiu do próprio salário, então na real o soldo (para alguns será ainda pior) deveria ser de R$ 3.705,68. Os demais Postos e Graduações também terão a mesma perda, respeitadas as proporções do tempo de serviço de cada um.

TRADUZINDO:

Cortaram direitos, eliminaram os efeitos da promoção e continuará a diferença entre ativos, inativos e pensionistas. Em 2014 OS VENCIMENTOS (bruto) do Soldado será de R$ 2.819,88. Apenas com o desconto de 13.5% do funafim (R$ 380,68) , a média em 2014 será de 2.439,19. Aqui será alcançado pelo o imposto de renda e o desconto serámaior. Ainda descontará C.A.S, clube, associação, Sismepe na medida de 1% para cada dependente (Esposa, filhos...). Sobra mais ou menos R$ 2.300,00 (média geral).

VOCÊ TEM O DIREITO DE SABER E NÓS O DEVER DE INFORMAR.

Por esses e outros motivos é que conclamamos os senhores a participarem da movimentação permanente com o objetivo de modificarmos essas discrepâncias. Que os Coronéis permaneçam com esses valores, MAS QUE O ESCALONAMENTO VERTICAL SEJA REIMPLANTADO E RESPEITADO IMEDIATAMENTE. TRATAMENTO IGUAL ENTRE ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS.

Fonte: http://sgtarnaldolimape.blogspot.com/2011/05/o-que-nota-do-comando-geral-nao-mostra.html