terça-feira, 14 de outubro de 2008

Militares do estado perseguidos pelo governo Eduardo Campos


Saiu no JC, publicado em 14-10-2008 - Reporter JC


Longe da praça

O tenente-coronel Alexandre Souza foi transferido pela PM para Caruaru. Dez dias depois de prender em Vitória dois deputados estaduais fazendo carreata no dia da eleição.




Comentário:

Primeiro foi um sargento e um tenente, agora um tenente-coronel, cada dia nos pisam e fazem o que querem dos militares do estado de Pernambuco, até quando vamos aguentar isso?

Será que ninguém está vendo que querem destroçar a PMPE e seus componentes, quanta falata de respeito...

4 comentários:

Leninha disse...

Não dá mais para ficar só Cap/Assis a falar dos absurdos da Corporação, a PMPE prescisa de mais união, certas coisas não acontece com a Policia Civil, eles são mais unidos, avante PMPE, procurar os direitos; óntem sofremos uma vergonha com a situação do Hospital da PMPE, para onde vai nossa contribuição ? o governo nus deve uma resposta.

Fred Jorge disse...

Olá Assis. Isso não é de hoje, contudo tornou-se escancarada certas atitudes em prol da politicagem e da subserviência. Atualmente não se vê mudanças quanto a isso.

Vlademir Assis disse...

Andou na linha, o trem pega

Após prisão de deputados brigões e baderna política em Vitória, cai o chefe do batalhão da PM
POSTADO ÀS 13:00 EM 15 DE Outubro DE 2008 no blog do Jamildo


A comissão de Ética da Assembléia Legislativa não tomou, pelo menos até aqui, nenhuma providência contra os dois deputados estaduais que trocaram tapas nas ruas de Vitória de Santo Antão.

Enquanto isto, nesta segunda-feira, dia 13, saiu a transferência do tenente-coronel Souza do batalhão a PM de Vitória de Santo Antão para Caruaru, onde já serviu por mais de 10 anos.

Incitada por uma rádio local, controlada por partidários do ex-prefeito José Aglailson, militantes foram para as ruas fazer baderna e tentar melar o resultado das urnas, no grito.

A amigos na PM, o tenente-coronel contou que está muito chateado e deve declinar do convite para comandar o 4º Batalhão, em Caruaru. Como tem família e amigos na cidade, teme que sua ação possa ser sempre questionada como tratamento diferenciado a alguns. Reclama ainda que sequer foi consultado.

Fonte: http://jc.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2008/10/15/apos_prisao_de_deputados_brigoes_e_baderna_politica_em_vitoria_cai_o_chefe_do_batalhao_da_pm_33625.php

Vlademir Assis disse...

Mudança

PM transfere comandante que deteve deputados e homenageou PE Body Count


* Por Carlos Eduardo Santos em 14.10.2008



Após quatro meses à frente do 21º Batalhão, em Vitória de Santo Antão, - onde realizava um trabalho exemplar de prevenção da violência junto com a sociedade civil - o tenente-coronel Alexandre de Souza foi transferido para outra unidade da PM.

O fato acontece uma semana depois do comandante deter dois deputados por realizar carreata no dia da eleição (o que é proibido) e menos de um mês depois de homenagear o PEbodycount com o título de "Construtor da Cidadania pela Paz".

A decisão já repercute nos bastidores da PM. Ainda não se sabe o motivo oficial que levou o comando da corporação a tomar tal atitude. Mas acho que já dá para desconfiar. O tenente-coronel Souza segue para o Batalhão de Caruaru. Quem perde com isso é o governo, que trata dessa forma um policial que aposta na prevenção da violência e acredita em uma polícia de Estado e não em uma polícia de governo.

Ps: Os deputados detidos pelo tenente-coronel em Vitória foram Henrique Queiroz (PR) e José Aglailson Júnior (PSB). De acordo com o juiz eleitoral da 18ª zona, Uraquitan Santos, os parlamentares lideravam carreatas em favor dos candidatos a prefeito Elias Lira (DEM) e Demetrius Lisboa (PSB). Os deputados estavam em motos e, segundo o magistrado, além de infringir a lei eleitoral também não estavam usando capacete.


Fonte: http://pebodycount.com.br/post/comentarios.php?post=957