quinta-feira, 26 de março de 2009

Estado reclama ao STF que corte na alíquota do Funafin, pelo TJPE, ampliou rombo na previdência e dificulta pagamento de aposentadorias

Saiu no Blog do Jamildo:


Estado reclama ao STF que corte na alíquota do Funafin, pelo TJPE, ampliou rombo na previdência e dificulta pagamento de aposentadorias
POSTADO ÀS 14:40 EM 26 DE Março DE 2009
O principal assunto do encontro desta quarta-feira entre Eduardo Campos e Gilmar Mendes seria a alíquota da previdência estadual, que é alvo de ações judiciais, inclusive no Supremo.

Eduardo Campos contou no STF que o Tribunal de Justiça do Estado reduziu a cota paga pelos servidores estaduais de 13,5% para 11%.

Mesmo com a contrapartida do estado, que paga 20%, a arrecadação estaria sendo insuficiente para cobrir os gastos com aposentados e pensionistas.

O estado de Pernambuco interpôs agravo no Supremo contra a decisão do TJPE, e o governador veio mostrar o déficit, segundo ele, de R$ 24 bilhões na previdência do estado.

“Pedimos ao STF e ao presidente, em particular, celeridade diante da situação.”

De acordo com o governador, todos os meses o estado completa a folha de pagamento dos pensionistas e aposentados com R$ 67 milhões.


Fonte: http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2009/03/26/estado_reclama_ao_stf_que_corte_na_aliquota_do_funafin_pelo_tjpe_ampliou_rombo_na_previdencia_e_dificulta_pagamento_de_aposentadorias_43495.php

Comentário:

Bem, a AOSS - Associação dos Oficiais, Subtenentes e Sargentos da Polícia e Bombeiro Militar de Pernambuco já garantiu o trânsito em julgado da decisão do TJPE para nossos associados, falta só o estado implantar e devolver o que descontou de forma indevida desde 01-11-2001.

Parabéns a todos os nossos associados.

Vlademir Assis - Capitão PMPE - Presidente da AOSS

Um comentário:

Berg disse...

E AGORA???

Gilmar Mendes atende Eduardo Campos e derruba liminar que reduziu contribuição dos servidores para previdência estadual

No meio do seminário que tratou da crise e suas alternativcas, nesta tarde, o governador Eduardo Campos comemorou uma decisão que o STF ainda nem oficializou em seu site. Ele recebeu a notícia, que representa cerca de R$ 60 milhões em meio à crise financeira, no domingo, em Brasília, em um encontro casual com o presidente do STF, Gilmar Mendes.

Fonte Blog do Jamildo em 07abr09