quarta-feira, 11 de maio de 2011

Humberto Costa propõe mudança nas aposentadorias de servidores das áreas de segurança pública e defesa civil

Do Blog de Jamildo

SEGURANÇA PÚBLICA
Humberto Costa propõe mudança nas aposentadorias de servidores das áreas de segurança pública e defesa civil

POSTADO ÀS 12:14 EM 11 DE MAIO DE 2011
Os servidores de segurança pública e de defesa civil podem ser beneficiados com proposta de emenda à constituição (PEC) nº 30/2011, que altera o cálculo das suas aposentadorias e pensões. Apresentado este mês pelo líder do PT no Senado Federal, Humberto Costa (PE), o texto permite o pagamento de benefícios no valor total da remuneração do servidor na ativa.

Atualmente, os valores pagos são proporcionais ao tempo de serviço. A integralidade seria garantida em casos de aposentadoria por invalidez causada por acidente em serviço ou moléstia profissional, além das pensões geradas por funcionários mortos pelos mesmos motivos.

A PEC abrange os servidores das polícias federal, rodoviária e ferroviária federal, civis e da área de defesa civil, além dos militares das polícias militares e corpos de bombeiros militares. Ela se aplica tanto aos militares dos estados, quanto os do Distrito Federal e os dos territórios. Em Pernambuco, mais de 80 mil funcionários públicos seriam beneficiados com o novo cálculo.

O texto também garante a paridade salarial entre os funcionários da ativa e os inativos, nos casos mencionados. Significa dizer que qualquer reajuste salarial, progressão funcional ou vantagens concedidas aos servidores em atividade serão estendidos às aposentadorias e pensões.

Sendo aprovada no Congresso Nacional e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, a Emenda Constitucional entrará em vigor na data da sua publicação e será retroativa a 19 de dezembro de 2003. Essa data corresponde ao início da vigência da Emenda Constitucional nº 41, que extinguiu a integralidade e paridade para as aposentadorias e pensões dos servidores públicos.

Para o senador Humberto Costa, os servidores das áreas de segurança pública e de defesa civil não podem ser punidos com benefícios mais baixos do que a remuneração da ativa.

“Esses agentes públicos, que atuam em atividades exclusivas de Estado, arriscam as suas vidas cotidianamente e não podem ter tratamento previdenciário idêntico ao dos outros cidadãos. São homens e mulheres que têm que ter, assim como os seus dependentes, proteção especial do Poder Público e da sociedade”, diz a PEC.

Fonte:  http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2011/05/11/humberto_costa_propoe_mudanca_nas_aposentadorias_de_servidores_das_areas_de_seguranca_publica_e_defesa_civil_100384.php

COMENTÁRIO:

Pois é amigos o nobre senador que foi eleito com o atual governador de Pernambuco entendeu parte da nossa demanda, basta o governo sensibilizar-se e ajustar a proposta já de imediato.

4 comentários:

Vlademir Assis disse...

Parabenizo o Senador Humberto Costa pela sua brilhante iniciativa e reconhecimento das atividades desenvolvidas pelos agentes de segurança pública.
Encaminho as autoridades uma proposta de emenda aditiva ao projeto de lei 249/2011, que tramita na ALEPE, visando o atendimento da proposta do Senador acima mencionando quanto à paridade dos militares estaduais ativos e inativos, que poderão ser concretizados hoje na ALEPE. Segue abaixo a referida emenda:

Projeto de Lei Complementar N° 249/2011
 
Emenda atidiva ao Projeto de Lei Complementar nº 249/2011.
 
 
ADITE-SE ao artigo 3, um parágrafo único,  ao Projeto de Lei Complementar nº 249/2011, que " Redefine a estrutura de remuneração dos Militares do Estado de Pernambuco, e dá outras providências.”

Parágrafo Único. Integram os vencimentos definidos no §2º deste artigo as gratificações que compõem o artigo 1º desta lei, inerentes ao cargo dos militares estaduais.
 
 
JUSTIFICATIVA
 
Os militares estaduais contribuem para a Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco com essa gratificação de policiamento ostensivo como as demais na área de apoio e saúde e as correlatas ao Corpo de Bombeiros Militar, mas não incorporam para a inatividade.
Com a proposta de emenda à constituição (PEC) nº 30/2011, apresentado e pelo líder do PT no Senado Federal, Humberto Costa (PE), poderá ser concretizada pelo Governo do Estado, com essa emenda aditiva acima apresentada.
O projeto do Senador seria aprovado aqui no Estado, sem que houvesse necessidade dos militares estaduais de Pernambuco esperassem a tramitação no Congresso Nacional.
Seria um reconhecimento as Corporações Militares do Estado de Pernambuco pela diminuição da criminalidade e pelo sucesso alcançado pelo programa “Pacto pela Vida” que vem rendendo posição e condição de superioridade na política nacional ao governo do Estado.
 

Raphael disse...

Capitão o senhor é um oficial cabra macho,pois,não se omite na busca dos seus ideais. Vi sua entrevista hoje e achei um ato de corajem dizer em rede de tv o que o senhor pensa sobre esse reajuste e dizer em claras palavras que quem segura o pacto pela vida são os policiais militares! Parabéns!!!

manoelpantapm disse...

parabens senador humberto costa fui e sempre serei seu eleitor fiel que Deus lhe abençoi a sua brilhante ideia só assim trabalharemos com mais vontade de acerta para esse povo tão sofrido

panelas disse...

O nobre senador se sensibilizou com a situação em que encontram-se na reserva que quando na ativa, deram tudo de si em pro da sociedade de um modo geral. Vamos torcer para que esta PEC seja aprovada o mais rápido possível.